SUICֽDIO na infגncia

O Japדo י o campeדo em suicםdio infantil, informa Jorge Yamawaki, continuando: “em outubro de 2007 comemoramos o Dia das Crianחas e Dia dos Professores. Duas datas festivas para homenagear aqueles a quem nunca devemos esquecer. As crianחas, por serem a semente de uma nova geraחדo e os professores, por ajudarem a semente a se desenvolver. Atualmente a educaחדo no Japדo י muito competitiva, motivando inתmeros problemas. Um bom professor י aquele que vai alיm do que pede um programa escolar. Muitas vezes, tudo o que uma semente precisa para se desenvolver י um bom professor”.
Continua Yamawaki: “י bom quem ensina a ler e a escrever, fazer cבlculos, as ciךncias e a histףria da cidade, do estado, do paםs e do mundo. Mas י melhor quem ensina a nדo desistir. E י muito melhor quem ensina a colaborar com o outro, em vez de competir. Este talvez seja imprescindםvel, nדo deve estar sף na escola, mas em todos os lugares na sociedade. Cada um pode ser um professor motivador, bastando que veja um ser humano com potencial para crescer. ֹ preciso que tenha vontade de semear para colher o fruto, que virב anos depois. Um pai ou uma mדe amorosos podem ser bons professores. Os melhores que seus filhos jב conheceram“.
Tento dizer o mesmo em diferentes oportunidades.
No final de 1980, enviamos ao Reformador (revista da Federaחדo Espםrita Brasileira) dois textos que foram publicados no ano seguinte. Um deles foi reproduzido em 1984 no Jornal Espםrita (SP) com novo tםtulo: “Por que as crianחas se suicidam?”.
Acabamos de ler o Editorial de Jorge Yamawaki.
http://www.nikkeicuritiba.com.br/index.php?modulo=editorial&id=43
O movimento espםrita estב discutindo “crianחas םndigo”. O suicםdio י pouco pensado. Ambos sדo temas complexos e cheios de armadilhas.
Do ponto de vista doutrinבrio, o primeiro chegou ao Brasil contaminado com informaחץes que produzem diversas alergias, atי choque anafilבtico. Poderemos jogar a crianחa fora com a בgua suja da bacia, mesmo apףs as palestras e o livro do mיdium Divaldo Pereira Franco.
http://www.panoramaespirita.com.br/modules/smartsection/item.php?itemid=7861
O segundo tambיm י difםcil por ser um fenפmeno multidimensional, transdisciplinar, merecedor atי de uma Central de Vigilגncia. Com Yvonne Pereira tomamos conhecimento das dolorosas conseq?ךncias no plano espiritual, mas mesmo assim, י tema que ainda nדo recebeu a merecida atenחדo de pais e professores. Olhando o aqui e o agora, o drama dos familiares leva a um luto diferenciado, que parece ser mais doloroso e traumבtico, ainda mais chocante quando o suicםdio י infantil.
Ele acontece, diz a especialista dos Hospitais da Universidade de Coimbra, no 2÷ Simpףsio da Sociedade Portuguesa de Suicidologia. “As crianחas podem nדo encarar a morte como irreversםvel, podem criar fantasia em torno de uma vida melhor apףs a morte e querer experimentב-la.”
A Organizaחדo Mundial da Saתde calcula que um milhדo de pessoas cometeram suicםdio no ano de 2000 em todo o mundo, ocorrendo uma morte para cada 10 a 20 tentativas de suicםdio. Esta י uma das trךs maiores causas de morte na populaחדo entre 15 e 34 anos. Estamos acompanhando no Brasil a tendךncia mundial de aumento do םndice, principalmente na populaחדo jovem.
O sociףlogo Durkheim afirma que a taxa social dos suicםdios sף se pode explicar sociologicamente. Os movimentos que o paciente executa e que א primeira vista parecem representar exclusivamente o seu temperamento pessoal constituem, na realidade, a continuaחדo e o prolongamento de um estado social que manifesta exteriormente. Estב deprimido e sob dores extenuantes.
Pensemos no Japדo, Durkheim busca suas causas a partir do estado dos diferentes meios sociais: famםlia, grupo profissional, confissדo religiosa, sociedade polםtica, para depois se voltar aos indivםduos para explicar como aquelas causas gerais se individualizaram para produzir os efeitos suicidas.
Ao verificar a relaחדo entre a freq?ךncia de suicםdios e a confissדo religiosa, por exemplo, constata que ela י maior entre os protestantes do que entre os catףlicos e judeus. Diz ele que isto nדo ocorre pela natureza dos argumentos religiosos, mas pela existךncia de um certo nתmero de credos e prבticas comuns, tradicionais e obrigatףrios a todos os adeptos que levam א constituiחדo de uma sociedade. Quanto mais estes estados coletivos sדo numerosos e fortes, tanto mais a comunidade religiosa estב fortemente integrada; tanto mais, tambיm, י dotada de virtude preservadora.
Para nףs, talvez seja menos difםcil trabalhar por uma famםlia mais integrada e por uma fי raciocinada. Isto nדo nos impede de pensar no grupo profissional e na sociedade polםtica. Nesse sentido um documento תtil י o discurso de Allan Kardec no banquete de Lyon: http://www.espiritas.es/modules.php?name=News&file=article&sid=183
Um estudo recente do comitך do Ministיrio da Saתde do Japדo faz uma afirmaחדo: “o risco de suicםdio sobe conforme o consumo de בlcool”.
Neste lado da fronteira, as taxas de suicםdio em Itabira, um municםpio com cerca de 100.000 habitantes, sדo mais elevadas do que as da populaחדo geral. Ali foram estudadas as causas externas e o impacto do suicםdio sobre a morbimortalidade de sua populaחדo. Sabe-se que as taxas de suicםdio sדo mais ou menos constantes, mas podem aumentar em determinados momentos de desestabilizaחדo e de transiחדo social.
Dois problemas que tem forte impacto sobre o suicםdio sדo o abuso do בlcool e o desencanto com as perspectivas de vida atual e futura.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-81232006000500022&lng=en&nrm=iso&tlng=pt
As taxas de suicםdio podem aumentar em determinados momentos de desestabilizaחדo sףcio-econפmica. Devemos pensar na retomada do crescimento; na queda do desemprego; na inflaחדo baixa; no desinteresse pela polםtica e na nossa incompetךncia de transformב-la em tema relevante para o espםrita.
Como a polםtica, o suicםdio infantil י assunto em que nדo se toca. Se o leitor encontrar meia dתzia de artigos de origem espםrita “na Internet” podem me enviar. Mas sejam rבpidos, pois estou na terceira idade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *